Conteúdo adulto

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Inacreditável

Publicado originalmente em Eraldo e suas paulinisses


Subitamente ele dá um tapa no rosto dela.
Ela grita.
Ele puxa o cabelo dela.
Ela continua gritando, ofegante.
Ele não se contenta e quase desesperadamente passa a mordê-la.
Para a surpresa dela, ela não consegue fazer nada além de gritar.
A cada momento que passa, ela fica em uma posição que sempre considerou humilhante.
- Sua safada, eu sempre soube que você não prestava!
No curto instante que separou o comentário dele da resposta dela, a garota lembrou do quão maravilhoso ele foi o dia todo. Palavras doces ao ouvido, olhares agudos e arrepiantes, sorriso terno e reconfortante, entre outras coisas que simplesmente tornavam inacreditável o comportamento dele naquele momento. Sem conseguir encontrar palavra melhor para descrever o que ela estava sentindo, ela só conseguiu gritar:
- Eu tô gozando! Bate mais!
Foi a primeira vez que ela viu diferença entre gozar e ter orgasmo.

9 comentários:

Maela disse...

Nelson, é você? kkkkkk

Marcelo R. Rezende disse...

Gosto disso, de mão pesada e sem receios!
Parabéns!

Marcos Montanhês disse...

Só um tapinha não dá, ops! dói. :P

Gleidson Gomes disse...

Feliz por ela! rs

Muito bom, Eraldo!

Michele P. disse...

Eraldo
Quanto ao conteúdo do texto e estratégias de escrita, devo dizer que Dalton Trevisan, Rubem Fonseca e alguns outros da mesma linhagem iam, literalmente, "gozar" com tuas palavras.

Eu, particularmente, me abstenho de tecer comentários. rs

Bjs

Átila Goyaz disse...

é assim mesmo, todo mundo numa delicadeza de fila de banco, mas quando estão dentro do quarto é isso, ninguém se entende, alguns mordem, alguns deixam, acontece mesmo. bjus!

Michele P. disse...

Putz... só agora me dei conta de que sou a única dama imputável deste recinto... rsrs Meninos, comportem-se! rs

Bjs

Eraldo Paulino disse...

Maela: Obrigado querida. Sou grande fã do Nelson e da forma como ele via a vida como ela é. Acho que deu pra perceber, né? rs

Marcelo R. Rezende: Gosta, é? anotado aqui rs

Marcos Montanhês: rsrs é verdade... o que é bom a gente sempre quer mais.

Gledison Gomes: Obrigado, lindo!

Michele Pê: Adoro ser analisado por você. Sério mesmo!

Átila Goyas: rsrs é.. na cama os calados são os "piores" bjs!

Mirella de Oliveira disse...

Adoro uma "violência-carinhosa"! :x